Síndrome do olho seco aumenta no inverno

No inverno a queda de temperatura, a baixa umidade e o resfriamento do ar são fatores que podem deixar os olhos sensíveis e livre a doenças.

A síndrome do olho seco causa sensação de areia nos olhos, coceira e sensibilidade à luz.

As lágrimas tem papel fundamental no organismo protegendo os olhos de infecções e da sujeita que existe no ar.

O tratamento normalmente é simples usando lágrimas artificiais que restabelecem a umidade perdida, reduzindo os sintomas do olho seco.

Outras formas de evitar a síndrome é ingerir bastante água, utilizar umidificadores de ar, evitar o uso de ar-condicionado e proteger os olhos com óculos em dias quentes e com muito vento.

Apesar da maioria dos casos estarem ligadas à baixa umidade do ar, pode se ter outros fatores como doenças sistêmicas, alergia e lúpus, além de medicamentos como anti-histamínicos, antidepressivos e anti-hipertensivos, também podem estar relacionados ao problema.

Caso sinta algum desses  sintomas citados procure um oftalmologista.

A síndrome do olho seco pode ocasionar lesões na córnea e quando não diagnósticada e corretamente tratada, pode prejudicar a superfície ocular, e nos casos mais graves, pode- se perder a visão.

Cuide-se!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.