Dado Vila-Lobos e Marcelo Bonfá criam abaixo-assinado pedindo apoio para que possam usar o nome da Legião Urbana

Foto da internet

Uma briga judicial envolve a marca Legião Urbana há cerca de 8 anos. O baterista Marcelo Bonfá e Dado Villa-Lobos, guitarrista, travam na justiça, contra Giuliano Manfredini, filho de Renato Russo, uma briga sobre o direito ao uso do nome da banda. Atualmente o processo tramita no STJ (Superior Tribunal de Justiça), em Brasília.

Segundo os fundadores da maior banda de rock brasileiro dos últimos tempos, Manfredini registrou a marca Legião Urbana para todo tipo de produto, marcas e patentes. Por essa razão, os advogados de Giuliano afirmam que Bonfá e Dado não podem usar o nome da banda sem a prévia autorização da empresa, por não serem donos do registro.

Em março último, Dado e Marcelo divulgaram uma nota, a qual reproduzimos na íntegra: 

“COMUNICADO OFICIAL MARCELO BONFÁ E DADO VILLA LOBOS

O Comunicado Oficial postado aqui tem o propósito de expor nossa posição em relação às questões que envolvem a nossa banda LEGIÃO URBANA e a “empresa Legião Urbana Produções”.

A empresa Legião Urbana Produções nunca esteve aberta a diálogos e faz declarações que não condizem com a realidade.

Os interesses e a maneira que a empresa Legião Urbana Produções atua conflitam com os nossos interesses pessoais e profissionais e eles nos atrapalham no exercício de nosso ofício.

Todas as músicas que fizemos para a LEGIÃO URBANA têm por consequência nossa imagem pessoal intrinsicamente vinculada à elas.

Tudo que envolve a LEGIÃO URBANA tem seu valor vinculado ao trabalho realizado por nós da banda.

Tão logo o Renato faleceu em 1996 nos deparamos com as ações agressivas da empresa Legião Urbana Produções no intuito de se beneficiarem do patrimônio criado por nós.

A Legião Urbana Produções tenta agora impedir a decisão Judicial que nos reconhece o direto de uso do nome que construímos e também cobra de nós participação econômica do nosso trabalho artístico no ramo do showbusiness , sem ter investido um centavo ou qualquer energia que não fosse a contrária à realização destes trabalhos.

Eu não quero e não posso mais continuar me relacionando com meu amigo e parceiro Dado simplesmente através dos problemas causados pela empresa Legião Urbana Produções que atualmente é gerenciada por Giulliano Manfredini.”

Por isso tudo, Dado anunciou a abertura de um abaixo-assinado para que os dois possam utilizar o nome da banda sem impedimentos legais. A dupla emitiu um novo comunicado, explicando e pedindo o seguinte:

“A sentença proibia definitivamente a empresa Legião Urbana Produções Artísticas Ltda. – cujo representante legal é Giuliano Manfredini – de continuar dificultando ou impedindo que os referidos integrantes da banda fizessem uso da marca/nome ‘Legião Urbana’. Mas, insatisfeito com a decisão judicial, o herdeiro resolveu entrar com uma Ação Recisória para anular a sentença e com isso impossibilitar definitivamente que Dado e Bonfá se apresentem tocando o repertório que foi construído e eternizado por eles ao lado de Renato Russo e Renato Rocha, os verdadeiros titulares do patrimônio cultural e artístico da banda Legião Urbana. Que esse direito seja mantido e que nós fãs possamos continuar celebrando este legado ao lado de Dado e Bonfá”. O abaixo-assinado está disponível na plataforma Petição Pública e pode ser acessado AQUI.”

Por João Marcelo Barbosa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *