Crivella coloca “guardiões” nas entradas dos hospitais para evitar denúncias

Foto: André Melo Andrade

Durante a exibição do RJ2, a TV Globo, mostrou uma reportagem que denuncia um esquema da prefeitura do Rio de Janeiro para evitar que reclamações sejam feitas nos hospitais da cidade.

“Guardiões do Crivella”, era assim o nome de um grupo no WhatsApp, formado por funcionários públicos, que faziam plantões nas portas dos principais hospitais municipais para impossibilitar a comunicação entre os pacientes, funcionários e a imprensa. Um dos participantes informou que o próprio prefeito Marcelo Crivella é um dos componentes do grupo e parabenizou o trabalho da equipe.

Segundo a reportagem, os funcionários trabalham de forma rigorosa, tendo que enviar selfies no grupo para comprovar a presença no local.

A prefeitura disse à TV Globo que “reforçou o atendimento em unidades de saúde municipais no sentido de melhor informar à população e evitar riscos à saúde pública, como, por exemplo, quando uma parte da imprensa veiculou que um hospital (no caso, o Albert Schweitzer) estava fechado, mas a unidade estava aberta para atendimento a quem precisava. A Prefeitura destaca que uma falsa informação pode levar pessoas necessitadas a não buscarem o tratamento onde ele é oferecido, causando riscos à saúde”.

Por: Márcio Felipe

 

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*