Conheça a História da Semideusa, princesa das Amazonas, Mulher-Maravilha

Capa do filme Mulher- Maravilha / Foto divulgação site Fandom

Capa do filme Mulher- Maravilha / Foto divulgação site Fandom

Por Débora Damasceno 

Wonder Woman (Mulher maravilha), criada por William Moulton Marstonn, integrante da equipe da DC comics trouxe uma novidade para o universo da DC que era composto apenas por heróis masculinos. A super-heroína teve sua primeira aparição em uma revista em quadrinhos integrando a “Sociedade da Justiça da America’’, quando essa liga termina surge um HQ exclusivo da Mulher Maravilha que completou 80 anos em 2021. O filme faz parte dos novos 52 da DC comics, onde traz a origem da Amazona como uma junção de todas as versões apresentadas nos quadrinhos. O longa-metragem foi para as telas do cinema em 2017 após longos anos de criação de roteiro. Ele traz diversos elementos novos para o mundo cinematográfico, já que é o primeiro filme de uma heroína dirigido por uma mulher.

A bilheteria superou os números de “Mamma Mia” que desde 2008 se mantinha com o posto de maior bilheteria dirigido por uma mulher. Essa produção chega a esse alcance nas primeiras semanas de seu lançamento, mesmo com o impedimento de veiculação em países como Tunísia e Líbano. Os fãs que acompanham o ícone das HQs tinham expectativas para o rumo que a história seguiria. Pois nos quadrinhos seu surgimento  já havia sido contada e recontada diversas vezes como sua origem vinda do barro esculpido por sua mãe Hipólita que clama aos deuses para dar vida ao barro, assim feito nasce Diana Princesa das Amazonas.

A atriz escolhida para a personagem principal foi a Gal Gadot, cidadã israelita que serviu dois anos ao exército como de costume a todo jovem do país. Ela já havia feito aparições em filmes como “velozes e furiosos”, “Uma noite fora de seriei”, entre outros.  Nessa atuação a atriz teve que regravar algumas cenas do final e para a surpresa de todos, ela estava em seus primeiros meses de gestação.

Nos HQs o início da história é na segunda guerra mundial, mas o filme modifica e Cria o cenário da primeira guerra mundial, a diretora relata: ”primeira guerra é o início da mecanização é a era moderna da sociedade, não foi minha a idéia, mas faz sentido essa mudança. Hoje me acostumei com a decisão, no entanto meu desejo era seguir a história original ’’. A personagem se tornou um símbolo do movimento feminista que eclodiu anos após sua criação. O elenco do filme que compôs a produção baseada nos novos 52  da DC comics junto com Gal Gadot – mulher maravilha foi Chris Pine – Steve Trevor, Robin Wright – Antíope, Connie Nielsen – Hopólita (mãe), Elena Anaya – Dr. Maru , Danny Huston  – Erich Ludendorff esse personagem recebeu o nome verdadeiro do general das tropas alemãs subserviente a Hitler.

Com o sucesso do primeiro filme solo da personagem que apresentou a heroína a novos olhares além do público fiel das HQs, todos esperavam pelo novo  longa: “Mulher-Maravilha 1984”, que seria estreado dia 04 de junho, mas acabou tendo sua data de estréia adiada para 14 de agosto de 2020 por causa da pandemia que o mundo enfrentou. Os cenários do filme tiveram pouquíssimos efeitos especiais, pois foram gravados em locais incríveis: Londres-Inglaterra / Castelo de Arundel, Inglaterra / Museu do Louvre, Paris / Castelo Del Monte Palinuro, Itália e Villa Cimbrone – Costa Amalfitana.

Na produção a Ilha habitada pelas amazonas se chama Themyscira ou Ilha do paraíso, seu nome foi uma homenagem a cultura grega, as Amazonas a usavam como proteção contra Ares, o deus da guerra e os homens que outrora mataram mulheres.  Essas mulheres mortas se tornaram as guerreiras Amazonas, abençoadas pelos deuses, Atena, Afrodite, Artemis, Deméter e Héstia. Mesmo assim essa ilha já foi destruída algumas vezes ao longo dos HQs pelo próprio  Ares, o maior inimigo das Amazonas. Como todo bom enredo, esses pontos cruciais de impedimento e quebra, dão caminho para as construções das histórias. Hoje consagrada Princesa semideusa por causa do envolvimento de sua mãe com Atenas, ela paira entre os corações de seus seguidores levando-os a personificação de sua heroína.

 

Veja Também:

Quadrinhos Mulher-Maravilha: um guia de compras para quem NUNCA leu HQs!

Mulher-Maravilha: uma biografia não autorizada

As dez melhores coisas feitas com os novos 52!

Biografia de Gal Gadot

Conheça a História da Ilha de Themyscira, o lar da Mulher-Maravilha  

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.