Verde-Esperanza: Liberdade e segurança

O lançamento do documentário Verde-Esperanza, produzido pela Gênero e Número e pela produtora Filmes da Fonte, acontecerá no dia 22 de setembro de 2022, no Rio de Janeiro, em uma sessão fechada.

A obra cinematográfica fala sobre o aborto legal na América Latina, partindo das experiências de Argentina, Colômbia e Brasil. Na América Latina e em outras regiões do mundo, os movimentos de mulheres são protagonistas quando o assunto é descriminalização do aborto, mas as estratégias para se avançar são bastante diferentes em cada lugar. O  filme conta com entrevistas e dados, dentro do contexto de cada país: O Brasil, que luta para garantir o acesso ao aborto legal em três casos e para não permitir qualquer retrocesso na legislação, a Argentina, que desde o fim de 2020 descriminalizou o aborto e os atendimentos no país já são realizados sem qualquer repressão às mulheres, e a Colômbia, que em fevereiro deste ano também passou a fazer parte da lista dos países latinos onde as mulheres têm direito a decidir sobre a interrupção de uma gravidez, em qualquer circunstância.

Verde-Esperanza é um filme que se dedica a dar voz às mulheres que estão no front dessa luta. Algumas, já vitoriosas, agora contam como isso se tornou possível.

O questionamento social  apresentado pelo filme tem uma narrativa sensível, com base em dados, que vão além do “contra ou a favor”, a direção apontada pelas entrevistadas é a proposta de mudança legislativa no sistema penal brasileiro em relação à interpretação do judiciário sobre a descriminalização do aborto.

No Brasil, mesmo nos casos previstos na legislação, como gestação decorrente de estupro, as meninas, mulheres e pessoas com capacidade de gestar encontram muitas barreiras. A Média Metragem busca, através da experiência dos países vizinhos, apontar caminhos rumo a um cenário com mais autonomia e segurança para as mulheres.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.