TikTok: Guias turísticos online

A maior plataforma de vídeos curtos

A maior plataforma de vídeos curtos (foto: reprodução da internet)
O TikTok, anteriormente chamado de Musical.ly, lidera o ranking na App Store com 70 milhões de downloads, já no Google Play a plataforma ficou em 3º lugar, com 118 milhões de usuários, somando ao todo o aplicativo de vídeos curtos já teve mais de 3,5 bilhões de transferência, desde seu lançamento em setembro de 2016. Segundo o relatório, nenhum aplicativo foi mais baixado no mundo do que o TikTok, desde o início de 2018, quando o WhatsApp teve 250 milhões de downloads.
Em setembro de 2021, a empresa chinesa revelou ter alcançado mais de 1 bilhão de usuários ativos por mês e que desde julho de 2020, teve um crescimento de 45%, com os EUA, a Europa, o Brasil e o Sudeste Asiático como seus maiores mercados da plataforma.

Uma grande parte do conteúdo produzido na plataforma é o turismo online, onde seus usuários fazem vídeos com dicas de passeios locais, museus, restaurantes, etc. Igor Roger de vinte (20) anos, estudante de publicidade, técnico em turismo e já conta com mais de 15 mil seguidores e 263 mil curtidas na plataforma com dicas de turismo, revelou que optou publicar no App, porque dependendo do algoritmo do Tik Tok, o usuário consegue uma alta porcentagem de visualização, mas a maior dificuldade, segundo ele, é fazer com que seu público migre para suas outras redes sociais como Facebook e Instagram como por exemplo. Uma grande dúvida é a segurança dessas indicações, Natasha Miranda de vinte e três (23) anos, que é estudante de jornalismo na UFRJ e formada em controle ambiental, ama conhecer novos lugares, e tem utilizado a plataforma aspirando viver novas experiências. EA maior plataforma de vídeos curtosla teme seguir dicas de pessoas não conhecidas, ela mencionou que seu maior medo era o local não ser o mesmo como citados nos vídeos ou o atendimento não ser de boa qualidade, mas explicou também que em todas as dicas seguidas por ela, foram exatamente como mostram na plataforma, a única coisa que para ela pode alterar é o aumento de filas, apesar disso ela sempre acaba adicionando o local na sua lista de preferidos.

Toda essa curiosidade de conhecer novos lugares e viver experiências têm ligação com a pandemia da COVID19? Para o criador de conteúdo Igor Roger tem total haver e explicou “as pessoas ficaram tanto tempo dentro de casa que agora elas querem explorar, conhecer mais, visitar mais os locais, porque foram praticamente dois anos dentro de casa recluso, tomando cuidado com a saúde, e agora tem a possibilidade de conhecer vários locais, locais gratuitos, a pandemia atiçou muito o turismo.”
O turismo online tem movimentado o mercado gastronômico, da moda e até mesmo cultural e quando um influencer publica uma indicação, traz uma grande visibilidade para microempreendedores individuais por exemplo, como com o estudante de publicidade que relatou “através do vídeo que eu fiz na praça XV, do brechó, a feira teve uma grande visitação, muitas pessoas entraram em contato comigo, então eu creio que sim, aumenta sim o turismo local e isso é muito importante porque tem muitas pessoas que trabalham com isso, que dependem disso somente para viver e quando você dá visibilidade a essas pessoas, a esses locais eles se tornam mais acessíveis e acaba ficando mais seguros pela visitação. “
Mas seria esse o fim dos guias turísticos? De acordo com influencer  “ não acho que é o fim dos guias, porque cada guia tem sua personalidade própria e conhecimento único que por mais que você explique no conteúdo no TikTok, um guia turístico no local, ele consegue te explicar bem melhor, faz você visualizar as coisas bem melhores, então não acho que seja o fim” e concluiu que na verdade ver como um incentivo aos guias, pois desperta a curiosidade dos turistas e até mesmo esclarece a real função dos guias turísticos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.