Passeios Gratuitos no Rio de Janeiro

Se você está com vontade de passear pela Cidade Maravilhosa, mas não quer gastar muito, não se preocupe, preparamos uma lista com 5 passeios gratuitos pelo Rio de Janeiro, para agradar todos os gostos.

A pedra fica localizada no Parque Nacional Da Tijuca, e para chegar em seu topo é preciso fazer uma caminhada de, aproximadamente, 20 minutos. Com vista para São Conrado e alguns lugares da Zona Sul, lá também tem uma pista de voo livre.

O local funciona de 8h até 17h e não é permitido a entrada de animais domésticos. O nível da trilha é médio, pois o percurso é íngreme, porém não é nada que atrapalhe a subida.

A Pedra Bonita fica entre a Pedra da Gávea e os bairros de São Conrado e Barra da Tijuca

Localizado em Jardim Botânico e embaixo do morro do Corcovado, mais conhecido como o morro do Cristo Redentor, o Parque Lage, é um passeio gratuito e bastante indicado para quem gosta de natureza, já que ele possui 52 hectares de área verde, ótimo para fazer piqueniques, levar crianças e tirar fotos. O lugar foi projetado em 1840, por um paisagista inglês, chamado, John Tyndale, e tem aspectos dos jardins românticos da Europa.

O espaço abriga a EAV (Escola de Artes Visuais do Parque Lage), onde artistas iniciantes podem fazer cursos gratuitamente, além de cursos de capacitação em arte, e também há palestras, seminários, exposições e mostras de vídeos. Caso queira comer lá, o Bistrô Plage tem café da manhã, almoço e janta, porém não é gratuito.

O lugar é tão bonito que serviu de local de gravação de clipes como Beautiful do Snoop Dog com Pharrel Williams e Don’t lie de Black Eyed Peas, e filmes como Minha vida em marte.

O paque antes era um engenho de açúcar, na época do Brasil Colonial

Local que abriga o Museu da Republica e o Jardim do palácio, é um ótimo passeio para que gosta da história da política brasileira. O lugar funciona de terça-feira a sexta-feira das 10h às 17h e sábados, domingos e feriados de 11h às 18h e possui saída do Metrô, estação Catete, logo em frente.

O palácio serviu de residência para o Barão de Nova Friburgo e sua família e para presidentes republicanos. No museu é possível ver sobre o inicio da era republicana e também os espaços destinados a Getúlio Vargas, já que foi o local onde ele cometeu suicídio em 1954.

O palacio é um exemplo de arquitetura neoclassica no Brasil, no século XIX

Outro espaço gratuito no Rio de Janeiro, é o IMS, localizado na Gávea, na Rua Marquês de São Vicente, funciona de Terça a sexta de 12h às 18h e também sábados, domingos e feriados de 10h às 18h.

O lugar que é um marco na arquitetura modernas dos anos 50, antes era a casa de Walther Moreira Salles e de sua família, e se tornou sede do instituto em 1999 e possuí acervos de fotografia, música, iconografia e literatura, além de abrigar diversas exposições.

O local abriga uma loja, que vende publicações, fotos do acervo e produtos próprios e também um restaurante, o Empório Jardim, inaugurado em 2016, tem disponível entradas, saladas, omeletes, sanduiches, vinhos e entres outros pratos, veganos ou clássicos.

Instututo fechará para reformas em 2023 e tem previsão de retorno para 2027

O jeito mais rápido de ir até o bairro do Rio de Janeiro, é de barca e o trajeto dura cerca de 50 minutos e custa R$6,30, o transporte sai as Praça XV, todos os dias, mas é preciso verificar os horários.

É um belo passeio para fazer com toda família, e possui um museu, a Casa de Artes Paquetá, é gratuito e funciona de quinta a domingo de 10h às 17h, o museu conta a história da ilha, tem exposições de artistas locais, além de apresentações, um ótimo lugar para conhecer e tirar fotos.

A ilha fica localizada na parte nordeste da Baía de Guanabara

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.