Dançar faz as pessoas mais felizes

A Dança libera endorfina, substância responsável pelo sentimento de prazer e felicidade

Por Débora Damasceno

 

Quem dança seus males espanta”, esse ditado tem mais verdade do que se pode imaginar! A Dança libera endorfina responsável pelo sentimento de prazer, alegria e contentamento. Uma pesquisa feita pela Universidade de Deakin com 1.000 pessoas, mostra que a prática regular do exercício muda a qualidade de vida dos seus praticantes que relatam se sentir mais felizes e satisfeitos. Marinho Braz, professor de dança no projeto “Esporte presente” que funciona de segunda a quinta das 18h30 às 20:30 em frente ao Palácio do Catete, afirma que depois que você entra para o mundo dos ritmos sua vida nunca mais será a mesma.  

A Atividade é desafiadora até mesmo para um atleta, esse é o caso de Itenilton da Silva de 45 anos que melhorou sua coordenação motora depois que começou a dançar. O segredo está em se divertir e se soltar com a batida. Os movimentos mexem diretamente com as articulações, exercitando e relaxando as partes tensas que durante o dia se enrijecem. Os médicos recomendam que um exercício físico seja feito. A dança pode ser a sua atividade prazerosa  que traz resultados como foi para Marinho Braz que relatou pesar 40 quilos antes da pandemia. Durante a crise da Covid ele foi para 44 e agora retornou para seu peso normal graças a prática da dança. 

Experimente colocar em sua casa uma música que você gosta e abra espaço para sua criatividade. Seu corpo começará a se mover no ritmo  e você sentirá na mesma hora um sentimento de liberdade e satisfação. Joyce Batista, ex-atleta, afirma que os efeitos da prática podem ser explicados como a  “mágica da dança”. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.