Pesquisa aponta que Eduardo Paes é o preferido para assumir a prefeitura do Rio

Foto internet

O Instituto Datafolha divulgou na tarde de quinta-feira (08) uma nova pesquisa com a intenção de votos dos cariocas para as eleição para prefeitura no Município do Rio de Janeiro, em que é apontada larga vantagem do ex-prefeito Eduardo Paes (DEM) para ocupar o cargo de gestor da cidade, que teria 30% dos votos do eleitorado, seguido por Marcelo Crivella (Republicanos), que contaria com com 14% do eleitorado.

A Candidata do PDT, Martha Rocha, aparece tecnicamente empatada com Crivella, com 10% considerando que a margem de erro é de 3% para mais ou para menos. Em seguida, igualmente empatada tecnicamente com o atual prefeito e com a candidata pedetista, está Benedita da Silva (PT), com 8%. Na sequência, Renata Souza (PSOL) e Eduardo Bandeira de Mello (Rede) têm 3% das intenções. Cyro Garcia (PSTU) tem 2%.

Clarissa Garotinho (PROS), Fred Luz (Novo), Luiz Lima (PSL) e Paulo Messina (MDB) têm 1% das intenções de voto cada. Glória Heloíza (PSC), Henrique Simonard (PCO) e Suêd Haidar (PMB) tiveram menos de 1%.

O Datafolha apurou que 22% dos eleitores cariocas anulariam ou votariam em branco, enquanto 3%  dos entrevistados responderam que ainda não sabem em quem votar ou apenas não quiseram opinar.

O Instituto também fez um levantamento avaliando o índice de rejeição dos candidatos. Liderando neste quesito está o atual prefeito, Marcelo Crivella, com folgados 59%. Já Eduardo Paes é preterido por 30% dos eleitores. Clarissa Garotinho aparece em seguida, com 29% e, 20% dos eleitores do Rio, disseram que não votariam em Benedita da Silva. Cyro Garcia aparece com a taxa de rejeição de 13%.

O Datafolha divulgou, ainda, que 9% dos eleitores afirmam que não votariam em Paulo Messina. Bandeira de Mello. Renata Souza, Luiz Lima e Suêd Haidar têm 8% de taxa de rejeição cada. Glória Heloíza, Fred Luz e Henrique Simonard aparecem com 7% de rejeição. Martha Rocha aparece na lanterna entre os candidatos que jamais seriam escolhidos pelos cariocas, 6%, mesmo índice que afirma não votar em nenhum dos candidatos, enquanto que 2% não souberam ou não quiseram opinar. Há ainda 1% dos entrevistados que dizem que poderiam votar em todos.

Para a realização da pesquisa o Datafolha ouviu 900 entrevistados nos dias 5 e 6 de outubro. A pesquisa foi encomendada pela TV Globo e pelo jornal “Folha de São Paulo e registrada na Justiça Eleitoral com o protocolo RJ-09140/2020. O nível de confiança – isto é, a probabilidade de que os resultados retratem o atual momento eleitoral – é de 95%.

Por João Marcelo Barbosa

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*