Cenas do transporte carioca

 Na manhã desta quarta-feira(12/11) uma cena chamou a atenção de quem passava pela avenida Brasil, na altura do Batam, em Realengo, passageiros empurravam um ônibus da linha 397( Campo Grande x Candelária) da Transportes Campo Grande.
 Conversamos com alguns usuários que contaram não ser raro os carros da empresa apresentem problemas, reclamam também do intervalo demasiado longo, problemas semelhantes aos encontrados em outras linhas da empresa, como a 393. Outra coisa bem lembrada foi o péssimo estado de alguns veículos.
 Entramos em contato com a SMTR que nos respondeu que esta atenta aos problemas e que já aplicou mais de quatro mil multas de diversas infrações.


 Abaixo segue a resposta da SMTR.

 Olá, Wandsmith!

 A Secretaria Municipal de Transportes está atenta aos serviços prestados pelos operadores dos sistemas de ônibus e informa que reforçou suas ações desde o início da pandemia, tendo aplicado mais de 4.200 multas por diferentes irregularidades, inclusive por circulação com frota reduzida e má conservação dos veículos. As fiscalizações ocorrem diariamente, em pontos de linhas regulares, estações do BRT e nas garagens de empresas, a fim de inspecionar a frota e a operação dos serviços. Diante da denúncia dos passageiros, as linhas 393 e 853 serão alvo de nova fiscalização da secretaria.

 Vale ressaltar que as linhas que operam na Zona Oeste continuam sendo objeto de estudo e levantamentos do Comitê Emergencial, criado durante a pandemia e que permanecerá como um núcleo permanente na secretaria. O comitê foi instituído com o objetivo de analisar sugestões e reclamações dos passageiros e promover possíveis adequações de acordo com suas atuais necessidades. As mensagens são enviadas por meio do canal SMTR com VOCÊ (Whatsapp 98909-3717).

 A Transportes Campo Grande não retornou o contato.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*